Pages

Categories

Search

 

Poluição Sonora

Poluição Sonora

Irene Grockotzki
by
maio 22, 2012
Artigos, Cidade, Comunidade
No Comment

Para que a vida nas cidades seja possível de forma harmoniosa, conciliando progresso e qualidade de vida, um problema que incomoda muito e que é fruto da falta de sensibilidade no processo de ocupação da cidade é a poluição sonora.
O barulho provocado pelas máquinas e equipamentos diversos utilizados na construção e no trabalho nas indústrias e outros empreendimentos que não se preocupam em abafar os ruídos, o trânsito, sons automotivos, propagandas, músicas em frente às lojas, lanchonetes, barzinhos, etc., provocam uma “zoeira” que chama bastante a atenção dos ouvidos e prejudica a qualidade de vida das pessoas.
Muitos locais em Pinhais que eram e ainda são zonas residenciais, estão sendo invadidos por grandes empreendimentos que provocam ruídos extremos durante o dia e até durante à noite e finais de semana.
Desenvolvimento sustentável de uma cidade deve levar em conta o aumento da poluição sonora e a administração municipal com seus órgãos competentes junto com a população eos empreendedores precisa empenhar-se em buscar uma solução para esse problema.


A exposição constante ao barulho, provoca estresse que leva a outras doenças que vão aparecendo na população, tais com; dores de cabeça, zumbidos nos ouvidos, irritabilidade, falta de concentração, e outras.
Os órgãos públicos precisam estar atentos a essa questão e ao liberarem licenças para a construção ou funcionamento de determinados empreendimentos, devem exigir que as empresas se comprometam a abafar os ruídos para que os mesmos não interfiram tanto na qualidade de vida das pessoas.
Procurar construir cidades mais silenciosas, requer mudanças culturais e de comportamento, mais do que de autoridade. Requer que o empresário desenvolva a sensibilidade e perceba que o barulho das máquinas de seu empreendimento prejudica as pessoas e se comprometa a colocar equipamentos silenciosos e abafadores de ruídos que são emitidos para o meio ambiente externo. Requer que o motorista se sensibilize em manter seu automóvel, caminhão ou moto regulado para emitir o menor ruído possível. Os que gostam de música, devem procurar curtir seu som num volume agradável, respeitando as outras pessoas. E o carro do sonho, da limpeza, da pamonha, do sorvete, do mercado, fazerem sua propaganda respeitando o volume de som e o horário de suas andanças pelas ruas da cidade.
São atitudes óbvias, que se cada um se colocar nos lugares-espaços para sentir o impacto que seu empreendimento ou ação provoca no ambiente e fizer a sua parte para melhorar, podemos fazer de nossa cidade um exemplo no controle da poluição sonora e de respeito ao ser humano e meio ambiente.

• Você tem percebido os barulhos da cidade?
• No seu dia-a-dia que barulho mais te incomoda?
• Se você é dono de algum empreendimento, se preocupa em perceber se as máquinas ou ações ali executadas emitem barulho que incomoda as pessoas.
• Você acha válido fazermos uma campanha para diminuir a poluição sonora em nossa cidade? Que ações você propõe para uma campanha neste sentido?

Irene Grockotzki

Irene Grockotzki

Professora no Colégio Estadual Walde Rosi Galvão, Pinhais - PR.

Other posts by



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>