Conforme os dicionários, a palavra – REDE – pode significar: “ tecido de malhas largas para apanhar peixes; tecido fino de malha que se põe na cabeça para segurar o cabelo; tecido de arame; cilada; canalização; entrelaçamento de vasos sanguíneos ou de nervos; grupo de computadores conectados por cabos que utilizam um programa comum e permitem compartilhar as informações e os dispositivos existentes. “Além disso,  existem as redes de rodovias, ferroviais, as redes de supermercado, de lojas, hotéis, as redes sociais reais e virtuais; etc.


Mas tem algumas redes que são fundamentais para vida nas cidades e que muitas vezes, passam desapercebidas, por estarmos tão acostumadas a elas. Em torno dessas redes é que as pessoas vivem, trabalham, se divertem e as cidades se desenvolvem ou tem dificuldade em se desenvolver, se essas rede forem falhas ou não existirem na região. São elas: a REDE DE ÁGUA, cuja canalização perfeita garante que toda a população, comércio, indústria e todas as demais infraestruturas de uma cidadesejam atendidas com água potável e de maneira constante para que as mais diversas atividades se desenvolvam no dia-a-dia das pessoas e instituições. A REDE ELÉTRICA, sem a qual nos dias de hoje pouca coisa funciona e quando ocorre, por um motivo qualquer, o corte seu fornecimento, algumas pessoas ficam sem saber o que e como fazer as suas tarefas rotineiras, ou no comércio, não conseguem pesar os produtos, ver seu preço ou fazer o cálculo de uma venda. A indústria para, pois as máquina não funcionam e o trânsito vira um caos, pois os semáfaros e outras sinalizações por ela mantidas deixam de funcionar. A REDE TELEFÔNICA que hoje é vital para o funcionamento e circulação das comunicações e informações. Um blecaute na rede telefônica há de deixar as pessoas angustiadas, pois os computadores e a informação que por eles circula seria afetada seriamente causando problemas no envio de dados os mais diversos e que atendem as mais diferentes situações e funções. A REDE DE ESGOTO, sem a qual seria impossível se viver nas cidades, pois ela é responsável pela coleta e tratamento dos resíduos que são produzidos nas cidades, seja nas casas, indústrias, comércio, hospitais ou em qualquer outro lugar público ou privado.

Estamos tão acostumados a estas redes que só as percebemos quando elas param de funcionar ou funcionam de forma precária. Quantas vezes paramos para pensar na logística necessária para o funcionamento perfeito de cada uma delas? A quantidade de pessoas e equipamentos envolvidos para que tudo corra sem sobressaltos? A quantidade de canos, tubos, fios, que estão por ai em grande quantidade em nossas cidades, espalhados no ar amarrados aos postes ou sob nossos pés por debaixo das ruas e calçadas?

Sem essas redes, as cidades não seriam o que são hoje e nós não teríamos as facilidades da tecnologia em nossas mãos. E a qualidade de vida, nos adensamentos urbanos, só é possível, devido as redes de água, esgoto, energia elétrica e telefônica que se conectam sem interrupção dia e noite.

  • Você já parou pra pensar o que poderia acontecer se uma ou todas essas redes falhassem ou parassem de funcionar por alguns dias ou semanas?
  • Que estratégias você usaria para se virar na sua rotina se uma delas ou todas parassem de funcionar na sua cidade ou país?

Ninguém deseja, mas uma falha nos sistemas pode acontecer e daí uma coisa que parece simples porque estamos tão acostumadas a elas, pode se transformar num grande problema para as pessoas e toda uma sociedade, gerando desconforto, violência e caos. Pensemos nisso e também estejamos preparados pessoalmente se por acaso tal problema acontecer.