Armazém da Família de Pinhais passa a oferecer diferentes opções de carnes e frios

7 mar, 2022

Os produtos estão disponíveis em embalagens fechadas, sendo comercializadas por quilo

Há algumas semanas, o Armazém da Família de Pinhais passou a oferecer aos usuários que fazem suas compras novas opções de produtos: carnes e frios. As opções são comercializadas por quilo em embalagens fechadas.

Agora, as pessoas que fazem suas compras, além dos produtos alimentícios, limpeza, utilidades, podem comprar algumas opções de carnes: asa de frango, bacon, bisteca suína, costela bovina, coxa e sobrecoxa, coxinha da asa, frango inteiro, linguiça calabresa, hambúrguer bovino, pernil, além de presunto e queijo mussarela.

Esta é mais uma novidade promovida pelo Armazém da Família de Pinhais, que no último ano passou a oferecer a opção de pagamento com cartões (débito, crédito alimentação) e aumentou a renda bruta familiar mensal que passou para até cinco salários mínimos para o cadastramento.

O programa é mantido pela Prefeitura de Pinhais, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Semde), oferecendo mais de 450 itens de diferentes marcas a preços mais baixos se comparado a um mercado convencional.

Para fazer as compras, é necessário realizar o cadastro e se enquadrar em alguns requisitos do programa. O cadastramento é feito na própria sede do Armazém de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 17h. Já para quem vai fazer suas compras, pode fazê-las de terça a sexta-feira, das 8h às 17h, e aos sábados, das 8h às 13h.

Serviço

O Armazém da Família de Pinhais está localizado ao lado do Terminal Metropolitano, na Rua América do Sul, 682, Centro. Para obter informações sobre o cadastramento, entre em contato pelo telefone (41) 99199-3341.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

0 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: