Devido ao crescimento das cidades com aumento significativo de população e atividades econômicas, há um incremento de deslocamento de veículos, pessoas e mercadorias, o que acaba afetando a mobilidade dentro das cidades e no seu entorno, principalmente nas Regiões Metropolitanas.

Podemos perceber isso em nossa cidade, Pinhais, e em todas as outras cidades ao redor da capital, Curitiba.

O desenvolvimento das cidades e a questão da mobilidade é um fenômeno que precisa ser acompanhado de perto e de forma constante por todos os envolvidos na gestão pública e também pelos empresários privados para que alguns problemas sejam resolvidos, possibilitando assim uma convivência pacífica entre todos.

 

Pinhais é um município pequeno e em acelerado processo de crescimento, com centenas de empresas produzindo os mais diferentes produtos na área de alimentos, higiene, metalurgia, química, tecnologia e possui também diversos estabelecimentos comerciais de variados tamanhos e todos necessitam de meios de transporte para receber as matérias primas e mercadorias, bem como precisam transportar seus produtos a outros lugares e regiões.  Surge ai o problema, a grande quantidade de caminhões que circulam ou que ficam estacionados, nas já pequenas e congestionadas vias de trânsito em nossa cidade, chegando até em alguns lugares a impedir a passagem de pedestres e ciclista, que para continuar seu trajeto, precisam se aventurar em meio aos carros em movimento.

O poder público e privado precisam pensar em construir, talvez, um centro de armazenamento de produtos e mercadorias para que os caminhões deixem de circular nas vias da cidade durante o dia e que o transporte das mercadorias e produtos para seus destinos ou de sua origem seja feito em veículos menores fora dos horários de pico no trânsito da cidade.

Andando pela cidade, tenho observado alguns absurdos por parte dos motoristas de caminhão, como: caminhões estacionados próximo aos pontos de ônibus em total desrespeito aos que usam o transporte coletivo, impedindo queas pessoas vejam qual ônibus se aproxima e até mesmo dificultando o embarque e desembarque de passageiros; caminhões estacionados nas calçadas, obrigando as pessoas a andarem no asfalto; caminhões estacionados num lado da via e trabalhadores arriscando a vida em meio ao trânsito, transportando mercadorias para estabelecimento localizado no outro lado; comboio de caminhões atravessando a cidade, são vistos quase todos os dias na Leopoldo Jacomel, tornando o trafego lento e perigoso.

Para melhorar e agilizar o transporte de mercadorias na cidade de Pinhais, é necessário que os cidadãos que trabalham nesse meio e o poder público reflitam sobre os problemas e com ações inteligentes construam soluções que atendam a todos e que essas reflexões não sejam isoladas das cidades no entorno de Pinhais, porque no momento atual as cidades já estão conurbadas e para que uma iniciativa nessa área tenha sucesso, ela precisa envolver os municípios vizinhos também.

 

 

 

%d blogueiros gostam disto: