Como será a retomada econômica brasileira?

17 set, 2021

O período de instabilidade promovido pela pandemia, trouxe dúvidas sobre a retomada econômica no Brasil.

Por enquanto, resta aos brasileiros contar com as projeções feitas por especialistas para começar a se planejar. 

As perguntas a serem respondidas neste artigo incluem: quais as projeções econômicas para 2021 e o mundo pós-pandemia, quais setores possuem perspectiva de crescimento.

Continue abaixo!

Qual é o cenário econômico atual do Brasil?

O cenário econômico atual do Brasil é de imprevisibilidade. 

Embora já apresente melhoras em setores como a exportação, o ritmo de corte de gastos nas demais áreas ainda segue presente.

O mercado imobiliário, por sua vez, continua estável, com alta demanda de investimentos no setor. 

A explicação está no favorecimento da área devido à baixa da taxa Selic, que alcançou o menor patamar da história em 2020 – com 2% ao ano. 

A crise sanitária provocada pela Covid-19, trouxe a paralisação temporária de áreas como o comércio.

Nesse sentido, correr atrás do prejuízo fez vários empreendimentos fecharem ou diminuírem o número de funcionários. 

O IBGE aponta a taxa de desemprego em 14,1 % até junho de 2021, isso corresponde a cerca de 14,3 milhões de brasileiros desempregados. 

Antes da pandemia, a porcentagem era de 11,9 % em 2019 – uma taxa já considerada alta.

Em contrapartida, a adaptação promovida nos locais que trabalho onde isso foi possível, também geraram economia. 

Um exemplo foi a implementação do home office somada ao corte temporário do auxílio-transporte para quem usufruía no regime presencial.

Assim, também houve diminuição dos gastos na manutenção estrutural da empresa. 

O futuro espera maior flexibilização de regimes híbridos – homeoffice e presencial. Tendo em vista a adaptação conquistada pelos colaboradores em termos de produtividade.

Contudo, a retomada econômica virá para manter boas práticas e retomar lentamente o que foi perdido.

Quais são as projeções econômicas para 2021?

O ano de 2021, já apresenta crescimento. O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) e taxa Selic, alcançam o patamar de 7% e tende a se manter na casa do sete em 2022.

A expectativa em cima do crescimento desses índices está no aumento do PIB (Produto Interno Bruto) alcançar 5% ainda este ano.

Porém, o aumento da inflação é um fator determinante para o risco financeiro ao fazer empréstimos e financiamentos, pois aumenta o número de inadimplentes.

No mundo pós-pandemia, especialistas certificados pelo CFA (Chartered Financial Analyst), apontam a adoção de políticas restritivas pelos bancos centrais, como o aumento da taxa de juros.

Perspectivas dos brasileiros sobre a retomada econômica

Diante dos dados e projeções até aqui, os brasileiros esperam por empregos e pelo suprimento de necessidades básicas durante a retomada econômica.

O desemprego alto, provocou um boom de empreendedores inscritos como MEI (Microempreendedores Individuais). 

Segundo o Portal do Empreendedor, o número de brasileiros inscritos entre março e novembro de 2020, foi superior a 1,4 milhões.

Todavia, não se trata de uma opção viável para todos os desempregados manterem suas famílias.

Quais setores terão maior crescimento econômico?

A tendência será a retomada econômica de setores antes estagnados pela pandemia e, a consequência será um crescimento lento. São eles:

  • Turismo e hotelaria;
  • Combustíveis;
  • Esportes;
  • Shows e eventos;
  • Aviação;
  • Comércio;
  • Feiras;
  • Academias.

No mais, setores que mantiveram o ritmo na mais recente crise, podem continuar ou recuperar o que foi perdido. São eles:

  • Transporte (serviços de entrega, mobilidade, distribuição e logística);
  • Agronegócio (Exportação);
  • Educação EAD;
  • Saúde;
  • Financeiro (Serviços e soluções de pagamento online);
  • Telecomunicações;
  • E-commerce.

Diante dessa realidade, muitas adaptações foram feitas. Em negócios onde houve possibilidade de virtualização, gestores e colaboradores descobriram novas formas de trabalho.

Comércios físicos, por exemplo, ao terem aberto uma loja virtual, verão seu alcance aumentar ou ao menos manter a retomada econômica.

Já o setor do turismo, a expectativa é que o turismo doméstico alavanque o setor.

Os brasileiros têm tendência de visitar destinos mais próximos das grandes capitais de São Paulo e Rio de Janeiro, como por exemplo parques aquáticos das thermas dos laranjais

Empresas que adotaram soluções banking as a service, a fim de oportunizar serviços financeiros para seus clientes, tais como cartões de crédito, empréstimos, pix e transferências. 

Agora, podem ver a opção como alternativa para fidelizar mais clientes.

Conclusão

Embora o Brasil ainda vivencie os efeitos da pandemia, as projeções de retomada econômica trazem esperanças.

Os efeitos já podem ser sentidos. Logo, atente-se às oportunidades em especial nos setores com maiores chances de crescimento econômico.

No mais, continue se informando em nosso Portal!

Paula Moraes

Redatora freelancer, estudante de marketing digital, amante da comunicação, focada na produção de conteúdos relevantes!

0 comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Suplementos em Pinhais
Suplementos em Pinhais

Pin It on Pinterest

Share This
%d blogueiros gostam disto: