Como funciona a logística no agronegócio?

8 mar, 2024
logistica-no-agronegocio

O agronegócio é um setor que movimenta bilhões de reais na economia brasileira e representa uma grande parcela das exportações do país. 

Por isso, é fundamental que os produtores rurais tenham uma gestão logística eficiente, que garanta a qualidade, a segurança e a rentabilidade dos seus negócios.

Para te auxiliar nisso, preparamos este artigo com os principais conceitos logísticos que você precisa aplicar na sua operação. 

Acompanhe.

O que é logística

Logística é o conjunto de atividades que planeja, coordena e executa o fluxo de materiais, informações e recursos desde a origem até o destino final.

Visando atender às necessidades e expectativas dos clientes. 

A operação logística envolve diversas áreas, como transporte, armazenagem, estoque, compras, distribuição, embalagem, entre outras.

Como funciona a logística no agronegócio

Podemos dividir a logística no agronegócio em 3 etapas principais: suprimentos, produção agropecuária e distribuição.

A seguir veremos em detalhes como funciona na prática cada uma delas.

Suprimentos

A etapa de suprimentos consiste em adquirir os insumos necessários para a produção agrícola ou pecuária.

Como sementes, fertilizantes, defensivos, rações, medicamentos, equipamentos, etc. 

Esses insumos devem ser transportados e armazenados adequadamente, respeitando as normas sanitárias e ambientais. 

Além disso, é preciso controlar o estoque e evitar desperdícios ou perdas.

No setor do agro é uma etapa extremamente importante, pois muitos dos insumos são perecíveis, então aqui a eficiência da logística é vital para o sucesso da cadeia produtiva.

Produção Agropecuária

Na etapa de produção agropecuária temos todas as atividades relacionadas ao cultivo das lavouras ou à criação dos animais, como plantio, colheita, irrigação, manejo, alimentação, saúde, etc. 

Essas atividades devem ser realizadas com eficiência e qualidade, seguindo as boas práticas agrícolas ou pecuárias. 

Também é importante monitorar os indicadores de produtividade e rentabilidade da produção.

Para que a produção seja eficiente, é preciso que haja os insumos e ferramentas adequados.

Por isso é um processo que depende muito de que a fase de suprimentos seja bem feita.

Distribuição

Por fim, chegamos a etapa em que a logística é mais comumente reconhecida que é a distribuição da produção.

Esse processo corresponde principalmente ao transporte e à entrega dos produtos agropecuários aos clientes finais, sejam eles indústrias, varejistas ou consumidores. 

Requer uma boa gestão de frota, roteirização e rastreamento dos veículos, além de ser responsável pelo cumprimento dos prazos.

Além de atender as condições de entrega acordadas com os clientes. 

Para viabilizar a etapa de transporte, é importante ter a documentação correta e saber como emitir a NF-e do produtor rural como veremos a seguir.

Como emitir NF-e do Produtor rural

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento digital que registra as operações comerciais entre o produtor rural e seus clientes. 

Sua emissão é obrigatória para todas as vendas interestaduais ou intermunicipais de produtos agropecuários. 

Para emitir a NF-e, o produtor rural deve ter um certificado digital válido e um software emissor autorizado pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) do seu estado.

Como um LCDPR que é um livro caixa digital que facilita muito o dia a dia do produtor rural.

O produtor rural deve preencher os dados da operação na NF-e e transmiti-la à Sefaz pela internet. 

Após a validação da Sefaz, o produtor rural deve imprimir o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (DANFE) e entregá-lo ao cliente junto com a mercadoria.

Qual a importância da logística para o agronegócio?

A logística é essencial para o agronegócio porque promove os seguintes benefícios:

  • Garante a competitividade dos produtos agropecuários no mercado nacional e internacional;
  • Reduz os custos operacionais e aumenta a lucratividade dos produtores rurais;
  • Preserva a qualidade e a segurança dos alimentos;
  • Contribui para o desenvolvimento sustentável do setor;
  • Satisfaz as exigências e as preferências dos clientes.

Isso, quando bem aplicada, dentro de um planejamento efetivo que tenha acompanhamento e métricas reais para entender os pontos de melhoria.

A tecnologia é fundamental para isso, e há vários softwares específicos para logística, como sistema de agendamento de carga, sistema de gestão de pátio e  armazém, rastreamento de carga, entre outros.

Os desafios da logística no agro

Apesar da sua importância, a logística no agro enfrenta diversos desafios no Brasil que vão precisar ser enfrentados para melhoria dos processos da cadeia de suprimentos.

Os principais deles são:

  • Infraestrutura deficiente de rodovias, ferrovias, hidrovias e portos;
  • Burocracia e a complexidade tributária;
  • Falta de mão de obra qualificada;
  • Sazonalidade da produção e da demanda;
  • Variação climática e os riscos sanitários;
  • Inovação tecnológica e a transformação digital.

Conclusão

A logística no agronegócio é um fator estratégico para o sucesso do setor, pois envolve todas as etapas, desde o fornecimento de insumos até a entrega dos produtos finais aos clientes. 

Para ter uma logística eficiente, é preciso planejar, coordenar e executar o fluxo de materiais, informações e recursos de forma integrada e otimizada. 

Além disso, é preciso superar os desafios existentes e aproveitar as oportunidades que surgem com o uso de tecnologia.

Veja também: Energia Solar: Como está esse mercado no Brasil?

0 comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/paulamoraes/" target="_self">Paula Moraes</a>

Paula Moraes

Redatora freelancer, estudante de marketing digital, amante da comunicação, focada na produção de conteúdos relevantes!