Mercado de luxo tem crescimento no Brasil

9 fev, 2023
white cruise ship

As possibilidades do mercado de luxo são muitas.

Porém, algumas dessas categorias reinam entre as principais, oferecendo produtos com consumo, sempre em crescimento e de acordo com as últimas tendências do mercado.

Contudo, uma das maiores empresas de luxo do mercado, a LVMH relatou um aumento de 19% nas vendas.

Eliminando aquisições e movimentos monetários, encerrando o primeiro trimestre de 2022 positivamente.

Mas afinal, todo esse luxo vai continuar? Mesmo em meio às crises que o país vem enfrentando? 

Continue acompanhando este conteúdo até o final e entenda. 

Aproveite e veja também: Parceria da Prefeitura com Sebrae e Acipi promove a palestra “O Novo Mercado Novo”.

Boa leitura!

Mercado de Luxo em alta no Brasil

O mercado de luxo no Brasil segue em constante crescimento, mesmo que durante a pandemia. 

Somente em 2022 o mercado global faturou R$7,8 trilhões, uma alta de 21%.

Mesmo com tantas dificuldades e desafios, estima-se que para médio e longo prazo, o mercado de luxo continue em alta. 

Uma pesquisa realizada pela Bain & Company, estima que o crescimento pode ser de 360 e 380 bilhões de euros até 2025.

Em um outro cenário,  a expectativa é que o crescimento seja de 10% a 15% quando comparado com 2021.

Além do gosto por artigos de luxo, o metaverso é um ativo do mundo digital com um papel importante quando o assunto são os itens luxuosos. 

Com isso, espera-se que até 2023 as inovações digitais representem de 5% a 10% de todo esse mercado.

Mercado de Luxo rende R$30 milhões de Janeiro a Junho de 2022

Indo ao contrário da crise econômica, o mercado de luxo não para de crescer no Brasil. 

De acordo com pesquisas realizadas pela empresa The NPD Group, nos últimos quatro anos, o mercado de luxo só ganhou importância.

Considerando janeiro e maio de 2019, o setor foi responsável por movimentar 10 milhões em vendas. 

No período de janeiro a junho de 2022, os valores chegaram aos R$30 milhões.

Contudo, parte dos consumidores passaram a ter comportamentos diferentes, principalmente por conta da pandemia de COVID-19. 

Outro ponto que causou mudanças foi a alta do dólar, afinal os valores dos produtos nacionais não são tão diferentes contando ainda com opções de parcelamento.

Porém, com as coisas voltando ao normal, muitos brasileiros já retomaram as viagens internacionais.

Mesmo que com um número 50% menor do que quando comparado ao último trimestre de 2019.

Características do consumidor brasileiro do mercado de luxo

O consumidor brasileiro se assemelha com os consumidores ao longo do mundo. 

Seguem em busca de se associarem ao luxo bem característica dos europeus e americanos. 

Isso porque buscam qualidade superior, prazer estético, auto-recompensa e status.

As características mais comuns ficam por conta da busca pela sensação de pertencer a um seleto grupo. 

As classes dominantes apresentam suas subdivisões, e com isso, o consumo de luxo passa a ser uma espécie de clube privado.

O consumo vale para roupas, calçados, óculos, relógios, jóias, turismo, gastronomia, aviação e náutica e até instrumentos musicais. 

Principais produtos do mercado de luxo 

#1 Automóveis

As crises enfrentadas nos últimos anos não impediram que o mercado de automóveis de luxo continuasse crescendo. 

Espera-se ainda, que a facilidade na importação além de fator decisivo, voltem a ser investimentos comuns no mercado.

Modelos como Audi A6, BMW i8 Roadster, a nova geração da Range Rover Evoque e muitos outros modelos já são sucesso desde 2020.

E pretendem continuar enchendo os olhos até dos mais exigentes. 

Claro, não existe uma previsão de quando isso irá aumentar, porém, é fundamental se manter sempre de olho nas novidades.

#2 Imóveis

As localizações sempre tiveram papel fundamental sobre o valor e nível dos imóveis, fazendo com que no mercado de luxo não seja diferente. 

Em meio aos desejos de primeira linha, tecnologia, segurança, beleza e conforto, a comodidade tem sido o ponto fundamental na hora da escolha.

Mesmo que em crescimento constante, o mercado imobiliário precisa de atenção especial sobre a identificação do seu público. 

Por ser um bem durável, precisa ser cada vez mais exclusivo, para que as pessoas se sintam em casa e queiram realizar a compra imediatamente.

#3 Náuticos e Aeronaves

Poucas coisas são tão exclusivas no mercado de luxo quanto aeronaves e barcos. 

E nesse contexto há a  NX Linha Sport e Nx Linha Yatch. 

A necessidade de adquiri-los pode ser inumeras, seja para lazer, trabalho ou compartilhamento.

As empresas, optam por esses meios de transporte pensando exclusivamente na economia de tempo, comodidade e agilidade. 

Já no compartilhamento, a ideia é permitir uma ampliação desses acessos, abrindo portas para o mercado que vem investindo sempre mais em tecnologia e comodidade.

#4 Joias e Relógios

As tendências que envolvem jóias e relógios se destacam por meio da pérola barroca, madrepérola, minimalismo, statement, assimétricas, bold colors e claro, muita sofisticação.

Esses itens de luxo contam com marcas importantes compondo um mercado bem consolidado.

Fabricantes como Rolex e Chopard costumam chamar muito a atenção das pessoas, que devem ficar de olho nas tantas variedades dessas peças.

Apostando também em materiais diferenciados e sempre tendo em mente que o Brasil é um dos 15 maiores produtores de joias em ouro no mundo.

Gostou do conteúdo? 
Se você quer entrar nesse luxuoso mundo, aproveite para conhecer o hotel de alto luxo inaugurado em Pinhais!

0 comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.