Moro confirma desistência de pré-candidatura à Presidência e diz ser ‘soldado da democracia’

31 mar, 2022

Ex-juiz deixa o Podemos e ingressa no União Brasil

O ex-ministro e ex-juiz Sergio Moro divulgou, na tarde desta quinta-feira (31), uma nota oficial na qual comunica sua saída do Podemos e ingresso no União Brasil, legenda resultante da fusão PSL e DEM. No documento, ele confirma sua desistência da corrida presidencial, para a qual se apresentava como opção ao atual presidente jair Bolsonaro (PL) e ao ex-presidente e pré-candidato à Presidência, Luís Inácio Lula da Silva (PT).

“O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única”, diz Moro.

Ele havia se filiado ao Podemos no final de 2021 com o objetivo de viabilizar uma candidatura viável à Presidência, desejo que se mostrou difícil ao longo dos últimos meses.

No comunicado, Moro não confirma se disputará uma vaga na Câmara Federal, como anunciado pelo jornal Estadão, mas se coloca como “soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor”.

Veja a nota na íntegra:

O Brasil precisa de uma alternativa que livre o país dos extremos, da instabilidade e da radicalização. Por isso, aceitei o convite do presidente nacional do União Brasil, Luciano Bivar, para me filiar ao partido e, assim, facilitar as negociações das forças políticas de centro democrático em busca de uma candidatura presidencial única.

A troca de legenda foi comunicada à direção do Podemos, a quem agradeço todo o apoio. Para ingressar no novo partido, abro mão, nesse momento, da pré-candidatura presidencial e serei um soldado da democracia para recuperar o sonho de um Brasil melhor.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

0 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: