Muita chuva entre Santa Catarina e Paraná

1 mar, 2021

Nos últimos dias, a chuva tem sido frequente entre o leste de Santa Catarina e do Paraná. A configuração de ventos na atmosfera formou nuvens carregadas, que provocaram bastante chuva desde sexta-feira (26), e o reforço da entrada de umidade pelos ventos marítimos ainda vai causar mais chuva nessas regiões até segunda-feira, 1 de março.

Santa Catarina

De acordo com o Cemaden, a chuva já acumula mais de 100mm desde sexta-feira (26) em áreas do litoral norte e Vale do Itajaí. Os maiores volumes até 13h deste domingo (28) eram de 181mm em Corupá e 160mm em Jaraguá do Sul (cidades do vale do Itajaí). Outras cidades como Brusque, Luiz Alves, Guaramirim, Garuva, Palhoça, Joinville e Itajaí tinham acumulado entre 100m e 160mm no mesmo período. Em Florianópolis o acumulado era de 96mm.

No mês de fevereiro, de forma geral, normalmente chove entre 180 e 200mm no litoral de Santa Catarina e no Vale do Itajaí. Em Indaial, por exemplo, a média é de 180mm. Com isso, é possível observar que a quantidade de chuva em um período de 48h, ficou próxima ao que costuma chover em todo o mês de fevereiro em várias regiões. Na capital Florianópolis, a média é de 201mm.

Paraná
O litoral paranaense recebeu muita chuva nas últimas 48 horas. Entre sexta-feira (26) e 13h desde domingo (28), o Cemaden registrou 148 mm em Paranaguá, 140mm em Antonina e 122mm em Morretes. Na Grande Curitiba a chuva também foi volumosa. Em São José dos Pinhais a chuva acumulou 65mm nesse período e 54mm em Curitiba.

O acumulado de chuva em um período de 48h, também ficou próximo ao que costuma chover em todo o mês de fevereiro em áreas do Paraná. Em Paranaguá, no litoral do estado, a média de chuva para fevereiro é de 304mm. Na capital Curitiba a média é de 166mm.

Chuva não dá trégua

A intensificação dos ventos sobre o mar vai fazer com que mais umidade chegue ao leste de Santa Catarina e do Paraná até segunda-feira (01). Com isso, a chuva ainda será constante e os volumes acumulados ainda serão altos, especialmente no litoral catarinense. As projeções dos modelos meteorológicos indicam acumulados da ordem de mais 100mm, inclusive em Florianópolis.

chuva parana
Muita chuva entre Santa Catarina e Paraná 2


Sobre a Climatempo

Com solidez de 30 anos de mercado e fornecendo assessoria meteorológica de qualidade para os principais segmentos, a Climatempo é sinônimo de inovação. Foi a primeira empresa privada a oferecer análises customizadas para diversos setores do mercado, boletins informativos para meios de comunicação, canal 24 horas nas principais operadoras de TV por assinatura e posicionamento digital consolidado com website e aplicativos, que juntos somam 20 milhões de usuários mensais.

Em 2015, passou a investir ainda mais em tecnologia e inovação com a instalação do LABS Climatempo no Parque Tecnológico de São José dos Campos (SP). O LABS atua na pesquisa e no desenvolvimento de soluções para tempo severo, energias renováveis (eólica e solar), hidrologia, comercialização e geração de energia, navegação interior, oceanografia e cidades inteligentes. Principal empresa de consultoria meteorológica do país, em 2019 a Climatempo uniu forças com a norueguesa StormGeo, líder global em inteligência meteorológica e soluções para suporte à decisão.

A fusão estratégica dá à Climatempo acesso a novos produtos e sistemas que irão fortalecer ainda mais suas competências e alcance, incluindo soluções focadas nos setores de serviços de energia renovável. O Grupo segue presidido pelo meteorologista Carlos Magno que, com mais de 35 anos de carreira, foi um dos primeiros comunicadores da profissão no país.

0 comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.