Mutirões de Saúde diminuem em 70% a demanda de pacientes esperando por consultas e exames de especialidade em Pinhais

26 jan, 2022

Esses atendimentos são de responsabilidade do Estado, mas o município promove parcerias com instituições e também realiza a compra de consultas e exames especializados

26.224, esse foi o número de pessoas que tiveram a oportunidade de serem atendidas pelos mutirões de saúde em Pinhais, desde que eles iniciaram em 2017. Ao todo sete mutirões levaram à população 13 especialidades médicas e 8 tipos de exames especializados de imagem.

Ao longo destes anos, os mutirões de saúde têm sido utilizados como uma ferramenta que auxiliou a diminuição da demanda reprimida de consultas e exames especializados, agilizando o atendimento da população. Em se tratando de consultas especializadas, por exemplo, em 2017 eram 24.104 pessoas aguardando atendimento especializado e até final de 2021 esse número era de 7.295, ou seja uma redução de quase 70%.

Os atendimentos de consultas e exames especializados são de responsabilidade do Estado, mas o município se antecipa com os mutirões, promovendo atendimento por meio de parcerias com faculdades e prestadores, ou com compra de consultas e exames. “Os mutirões de saúde tiveram início no ano de 2017, com objetivo de oportunizar atendimento médico e de exames especializados aos usuários que aguardam em filas de espera, com atendimento ofertado no próprio município, sem que os usuários precisem se deslocar para receberem os atendimentos”, explica a diretora do Departamento de Controle, Avaliação e Auditoria, Samira Raduan dos Santos.  

A Secretaria Municipal de Saúde havia programado um mutirão para março de 2020, que precisou ser suspenso devido à chegada da pandemia da Covid-19. Durante o ano de 2021, foi realizado em um formato diferente, com agendamentos ao longo do ano. Só no ano passado foram mais de 13 mil agendamentos para exames de ultrassonografia, colonoscopia e endoscopia e consultas de ortopedia, pneumologia, coloproctologia, urologia e gastroenterologia. “O mutirão de 2021 teve um novo formato, devido à pandemia, e foi todo custeado com recursos da Prefeitura”, esclarece Samira.

Nos anos anteriores foram ofertadas as especialidades de nutrição, psicologia, endocrinologia, oftalmologia, vascular, ortopedia, dermatologia, pequenas cirurgias, reumatologia, psiquiatria, neurologia, fonoaudiologia, cardiologia. Além disso, foram disponibilizados exames de ultrassonografia de vias urinárias; ultrassonografia de abdome total; ultrassonografia transvaginal; ultrassonografia mamária; ultrassonografia de articulação; ultrassonografia de próstata; ultrassonografia de pélvica; ultrassonografia de tireoide.

Absenteísmo

Um grande problema enfrentado nesses mutirões é o absenteísmo, que são as faltas dos usuários. Mesmo com prévia confirmação, as ausências ocorrem nas consultas e exames agendados. A diretora Samira ressalta que o absenteísmo traz o desinteresse do prestador em manter o credenciamento junto ao Município e ou Estado. Segundo ela, o usuário que realmente necessita da consulta deixa de ser atendido em tempo hábil, elevando assim o tempo de espera. A questão de faltar à consulta e exames prejudica todas as pessoas, as que faltam e as que esperam por atendimento. Nos seis primeiros mutirões, as faltas chegaram a 30%, ou seja, pessoas que confirmaram e não compareceram no dia agendado. Se você tem uma consulta ou exame agendado e não tem como comparecer, procure a Unidade de Saúde da sua região para comunicar. 

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

0 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: