A iniciativa estende-se, prioritariamente, aos adolescentes e jovens assistidos pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS)

Programa aprendizagem

A Prefeitura de Pinhais realizou nesta semana a assinatura dos contratos dos jovens que farão parte do Programa Municipal de Aprendizagem, vinculado à Secretaria Municipal de Assistência Social e Secretaria Municipal de Administração. No total, serão 25 aprendizes, dentro da faixa etária de maior de 14 anos e menor de 24 anos, os quais foram contratados nos termos do art. 428, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

O Programa Municipal de Aprendizagem, instituído por meio da Lei Nº 1779, estende-se, prioritariamente, aos adolescentes e jovens assistidos pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS). A inserção no programa ocorrerá por meio do atendimento realizado pelos equipamentos públicos de Assistência Social, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), ou por encaminhamento do Serviço de Proteção Social Especial.

Josiele Cavassani é mãe da Evelyn Cavassani dos Santos que aos 15 anos fará parte do Programa de Aprendizagem. Ela contou um pouco de sua trajetória e o que este momento representa para a família. “Pinhais adotou a gente e eu não troco por nada, sou bisneta de catadora, filha de catadora. Quando começou a organização da Arepi, a Associação de Recicladores, minha mãe foi convidada a participar e ela foi a primeira presidente da instituição. Foi então que na época estava desempregada e eu fui trabalhar com ela. Quando surgiu o Cursinho Mais me inscrevi, e mesmo não tendo passado no vestibular, minha mente expandiu e minha vida foi mudando, com cada vez mais vontade de aprender. No momento cursando Enfermagem, e quando me formar quero retribuir para o município tudo que ele fez por mim, com certeza quero trabalhar aqui e devolver um pouco do que recebi”, relata Josiele. “E agora trago minha filha para participar do programa, o que representa um ciclo de conquistas de nossa família. Espero que ela aproveite ao máximo e que ela tenha consciência da oportunidade que está tendo. Quanto mais cedo temos noção da realidade que vivemos, maior a chance dela ser melhorada”, declarou a mãe orgulhosa.

A vice-prefeita, Rosa Maria, foi a propositora da Lei enquanto vereadora de Pinhais e falou sobre quão significativa é a efetivação deste programa. “Este é um dos momentos mais importantes que vivo. Venho de uma família pobre e tive a oportunidade de ser estagiária, foi então que iniciei minha carreira como professora. Vi como uma forma de contribuir com aqueles que mais precisavam. Então, agora que vejo esse programa se tornar realidade e este momento representa um passo muito importante, resultado do esforço de uma equipe capacitada que não mede esforços para cumprir com papel social de nosso trabalho. Parabenizo as secretarias envolvidas e espero que todos estes jovens aproveitem esta grande oportunidade, que lhes é de direito, mas que deve ser valorizada”, afirmou Rosa Maria.

Para a secretária Municipal de Assistência Social, Rosangela Batista, este é um marco para o município e para os integrantes do programa. “Este é um processo que iniciou há dois anos para que estes jovens possam ser atendidos. Esperamos muito comprometimento deles e que aproveitem todo o conhecimento, tanto no ambiente profissional quanto nas formações, já que o expediente deles é assim divido. Desejamos que cresçam profissionalmente e que esta iniciativa represente um importante avanço em suas vidas”, destacou a secretária.

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

%d blogueiros gostam disto: