Atração que ficaria na Casa do Papai Noel foi licitada pela Prefeitura, mas não terá contrato homologado

Casa do Papai Noel Pinhais

O processo licitatório realizado para a contratação do Papai Noel, que atuaria na Casa do Papai Noel, foi cancelado. O serviço de contratação e promoção do Natal no Bosque Municipal foi realizado por meio de concorrência pública e a empresa habilitada previa a disponibilidade de um “Papai Noel” profissional que atenderia as milhares de pessoas que passam pelo Bosque durante o período natalino. Devido ao valor apresentado ter sido questionado e, devido a necessidade de priorizar outras demandas, a Prefeita Marli Paulino decidiu revogar o contrato, que ainda não havia sido assinado e homologado.

Vale lembrar que os recursos investidos no natal seguem as dotações orçamentárias específicas. Esse é um investimento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico com intuito de fomentar o turismo, incentivar a cultura e movimentar a economia do município. Por conta disso, será estudada uma nova possibilidade para que não haja prejuízo para o Natal de Pinhais, já tradicional na cidade.

“Fizemos um processo licitatório dentro da legalidade, seguindo todas as normas. Mas, devido ao valor do contrato, nesse momento de crise que enfrentamos, pedi que fosse revisto e não homologaremos a licitação, mas buscaremos outra alternativa, pois, sabemos da importância do Natal para a economia local. A nossa prioridade é atender bem a nossa população”, salientou a prefeita Marli Paulino.

 Casa do Papai Noel

A Casa do Papai Noel foi lançada em 2013 e de lá para cá vem atraindo um número expressivo de visitantes. No primeiro ano de visita, cerca de 1.800 pessoas visitaram o Bosque, já no ano de 2017, mais de 13 mil pessoas passaram pela Casa do Papai Noel. A expectativa para este ano, é que a atração que virou tradição no município, atraia ainda mais visitantes de Pinhais e de fora do município, aumentando ainda mais a rotatividade.

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

%d blogueiros gostam disto: