Prefeitura disponibiliza cadastro para comercialização de produtos no Festival da Cerveja Artesanal

17 fev, 2020

As informações devem ser consultadas no Chamamento Público 004/2020 disponível no Diário Oficial do Município

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico disponibilizou o Chamamento Público nº 004/2020 para possibilitar a parceria com a iniciativa privada. O documento diz respeito ao cadastro em diferentes categorias para a comercialização de produtos artesanais, gastronômicos, cervejas artesanais, vestuário, serviços de barbearia e corte de cabelo.

Os interessados deverão manifestar-se preenchendo um formulário disponível no site www.pinhais.pr.gov.br/4festivalcerveja entre os dias 17 e 18 de fevereiro, até as 16h.

O primeiro inscrito em cada categoria será convocado para apresentar a documentação. Se este não estiver apto (com a documentação incompleta), o segundo inscrito será convocado e assim, sucessivamente, até que todas as vagas sejam preenchidas. Todas as demais regras e informações devem ser consultadas no Chamamento Público disponível no Diário Oficial do Município. 

A listagem dos inscritos será divulgada no dia 19 de fevereiro por ordem de classificação e convocação. Entre os dias 20 e 21 será o período para entrega da documentação exigida, já no dia 27 será a publicação do resultado.

4º Festival da Cerveja Artesanal

A próxima edição do Festival da Cerveja Artesanal de Pinhais será no dia 28 de março. Estarão reunidas as oito cervejarias da Rota da Cerveja do município, atrações artísticas e opções gastronômicas selecionadas para um dos maiores eventos do gênero na região. O evento será a partir das 12h, no Espaço Show entre a Avenida Camilo di Lellis e Rua Trindad Tobago.

Serviço

O Diário Oficial do Município está disponível no site da Prefeitura de Pinhais (www.pinhais.pr.gov.br). Outras informações poderão ser fornecidas pelo telefone (41) 3912-5634 e WhatsApp (41) 98888-4889, em dias úteis, das 8h30 às 11h30 e das 13h30 às 16h30. 

Mais Pinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.