Secretaria de Educação promove formatura com alunos da EJA de Pinhais

8 jul, 2022

Cerimônia foi realizada no auditório da Semed na última quarta-feira (6), com a presença da prefeita Rosa Maria, a secretária de Educação, Andrea Franceschini, outras autoridades, professores e familiares dos formandos

Na noite da última quarta-feira, dia 6 de julho, a Prefeitura de Pinhais, por meio da Secretaria de Educação (Semed), realizou evento em celebração à formatura dos alunos da EJA – Educação de Jovens e Adultos do município. Formandos, professores e familiares se reuniram no auditório da Semed para a entrega simbólica dos diplomas, realizado pela prefeita Rosa Maria, a secretária de Educação, Andrea Franceschini, a diretora do Departamento de Ensino, Raquel Simas, e o diretor do Ceebja Zilda Arns Neumann, Marcos Oliver.

A cerimônia teve a participação de 14 formandos da EJA em Pinhais, que concluíram a primeira etapa dos estudos na modalidade de ensino, ofertada em quatro escolas do município. Homens e mulheres de diferentes idades e também oriundos de outros países, como o Haiti, compunham o grupo dos protagonistas da noite, trajados com as becas oferecidas pela Semed, ansiosos pelo tão almejado diploma, que na ocasião seriam merecidamente conquistados.

À frente do público, formandos e demais convidados ouviram os agradecimentos em discursos das autoridades. A secretária de Educação, Andrea Franceschini, parabenizou os alunos, os professores e todas as equipes envolvidas neste processo educacional. “Nós acreditamos que a educação é o único caminho capaz de transformar as vidas. A gente sabe que muitas vezes é difícil, ainda mais na idade que vamos ficando mais velhos, é difícil trabalhar o dia inteiro e estudar, não é fácil, mas quando a gente tem um sonho, a gente tem que persistir. Sucesso pra vocês, obrigado por dividir conosco a história de cada um”, finalizou.

Cumprimentando a todos, especialmente os formandos, a prefeita Rosa Maria enalteceu a Educação de Jovens e Adultos no município. “Não é fácil na idade de algumas pessoas, algumas em idade mais avançada, fora da idade escolar, é um desafio muito grande, ter que conciliar o trabalho – às vezes duro, árduo –, a família, e ter a disposição para aproveitar essa oportunidade, então vocês já estão de parabéns por terem tido essa disposição, de aproveitar esse momento e dizer: quero aprender a ler e escrever, quero ter conhecimento. Isso faz muita diferença, como disse a professora Raquel [Simas]: conhecer, ler e escrever é se tornar livre, é ter autonomia”, disse a prefeita, que também destacou o título de Território Livre do Analfabetismo conquistado por Pinhais em 2011.

Após discursarem, as autoridades fizeram a aguardada entrega dos diplomas para os alunos. Os formandos de cada turma leram em voz alta, para todos, os agradecimentos, ecumênico, aos familiares, professores e funcionários da EJA, e amigos. A equipe da Semed exibiu vídeos em homenagem às pessoas que participaram desta trajetória.

Ao final do evento, os orgulhosos estudantes jogaram os chapéus para o ar e foram comemorar junto aos professores, familiares e amigos na festa promovida pela Semed no auditório. Adriana Cristina Borges, aos 37 anos, comemorou a sonhada diplomação. “A ideia de cursar foi minha. Agora vou fazer a próxima etapa e já me inscrevi para a prova do Encceja, para eliminar matérias”, disse a dona de casa que, sem trabalho durante a pandemia, foi em busca da EJA na E. M. Thereza Correa, no Weissópolis.

Francisco Rodrigues de Castro, o “Batata”, realizou um sonho que não era apenas seu. Aos 58 anos, aprendeu a ler e a escrever. “Esse ‘canudo’ [diploma] era um objetivo da minha esposa, ela queria muito que eu estudasse, mas infelizmente ela faleceu, aí ficou os filhos dela comigo, que trabalham em escola. A minha enteada Camila que me matriculou de surpresa. Eu parei de estudar em 1983, voltei agora e gostei muito, quero continuar. Era o sonho da minha esposa, mas como eu sempre estava viajando, eu falava ‘amor, não vou começar porque vou viajar e não vou conseguir’. A gente tava construindo uma casa e ainda tinha esse plano de eu voltar a estudar, ela não pôde ir para a casa e eu também não consegui estudar, então eu vim ficar próximo dos filhos, quando minha enteada me matriculou. Eles queriam muito, era o sonho deles também, e eu vou realizar”, relatou.

Confira o álbum completo de fotografias do evento na página da Prefeitura de Pinhais no Facebook.

<a href="https://maispinhais.com.br/author/maispinhais/" target="_self">maispinhais</a>

maispinhais

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba as notícias em primeira mão no seu e-mail

%d blogueiros gostam disto: