A iniciativa tem o intuito de disponibilizar capacitação permanente para os empresários, além de fornecer produtos e serviços para a população com segurança sanitária e priorizar o crescimento e desenvolvimento dos pequenos empreendimentos

Educar para regularizar

Na tarde da última terça-feira (29) foi realizado o lançamento do Selo “Educar para Regularizar”, iniciativa da Secretaria Municipal da Saúde (Semsa), por meio da Gerência de Vigilância Sanitária e de Saúde do Trabalhador, com o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (Semde) e da Faculdade Paranaense (FAPAR).

A iniciativa tem o intuito de disponibilizar capacitação permanente para os empresários, além de fornecer produtos e serviços para a população com segurança sanitária e priorizar o crescimento e desenvolvimento dos pequenos empreendimentos. O projeto visa ainda capacitar os ramos fiscalizados pela Vigilância Sanitária (Visa) e iniciou com aqueles que, segundo diagnóstico da Visa local, oferecem maior risco para a população.

O projeto Educar para Regularizar é constituído por quatro etapas:

  • Visita ao estabelecimento para aplicação dos procedimentos pré-estabelecidos;
  • Treinamento de boas práticas de manipulação de alimentos;
  • Visita de retorno aos estabelecimentos, após aplicação do treinamento e dado o devido tempo hábil para realizarem as melhorias necessárias dos itens que não estejam em conformidade na primeira visita;
  • Entrega do selo “Educar para Regularizar” para os estabelecimentos que participam de todas as etapas e cumprem com os itens de boas práticas e manipulação de alimentos. Além disso, são contemplados com a Licença Sanitária e consultoria individual, ofertada pela Semde, para o desenvolvimento do plano de negócio.

Neste primeiro momento, as seguintes empresas receberam o selo: Restaurante Pasta Duo Chefe; Restaurante Alaor; Restaurante Comida de Casa; Restaurante e Pizzaria Dom Fornello.

A secretária de Saúde de Pinhais, Adriane da Silva Jorge Carvalho, falou sobre a importância de reforçar uma relação mais harmoniosa e de parceria entre Vigilância Sanitária e empresas. “Esta ação faz parte do processo de mudança que temos trabalhado em relação à visão sobre a Vigilância Sanitária, que é a ação muito mais de orientação, não somente de fiscalização. Então, gradativamente, atuamos neste sentido, de envolver mais os empresários. Esta parceria facilita tanto o trabalho dos nossos profissionais quanto dos proprietários destes estabelecimentos”, afirma a secretária.

Para a vice-prefeita de Pinhais, Rosa Maria, o trabalho integrado entre Semsa e Semde, além da participação das empresas, representa o interesse mútuo em prestar um serviço de qualidade para a comunidade. “Educar para regularizar, este nome reforça que a educação é o princípio de tudo, a partir do momento que temos esta consciência de atender bem a legislação. Nas últimas gestões da administração municipal nossa orientação é de que a Vigilância trabalhe, além da fiscalização, no sentido da orientação para prevenir. Portanto, esta é uma iniciativa maravilhosa, parabenizo as duas secretarias envolvidas, pelo trabalho integrado que visa a valorização do empreendedor o qual está demonstrando interesse em fazer uma bom trabalho e atender bem a população”, destacou Rosa Maria.

O diretor de Indústria e Comércio, Otto Huren, explanou aos participantes de que maneira se efetivará a parceria da Semde, com a oferta do plano de negócio. Com isso, além do reconhecimento sanitário, poderão ter uma consultoria para melhor gestão financeira e administrativa da empresa. “Quero parabenizar a Secretaria de Saúde por efetivar um projeto importante como este, e também aos empresários que se dispuseram a participar desta iniciativa. Em Pinhais, 92% das empresas são micro e pequenas e que geram mais de 50% dos empregos no município, então, representam uma parcela essencial da economia. Assim, somos parceiros deste projeto com a disponibilização do plano de negócio para as empresas participantes, que servirá ter a noção real de quem é o concorrente, o fornecedor, como funciona o mercado, custos internos, entre outros aspectos”, explicou o diretor.

Também estiveram presentes diretores da Semsa; a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Leonilde da Silva; alunos e professora do curso de Nutrição da FAPAR.

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

%d blogueiros gostam disto: