Agência Estadual de Notícias

O Governo do Paraná lança em fevereiro o edital de licitação para a contratação do Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) para a construção da BR 101, que cruzará o litoral paranaense. A nova estrada vai desafogar o movimento no ferryboat, que neste ano está 20% superior ao do ano passado, além de melhorar o escoamento da safra e o acesso aos portos paranaenses.

“O Governo do Estado está trabalhando para que a União construa a BR 101. Por isto, vai pagar o estudo de viabilidade e doar ao governo federal, para tornar realidade esta rodovia, que cruza todo o litoral brasileiro, menos o Paraná, onde ela é interrompida”, disse o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho.

O estudo vai definir o melhor traçado da rodovia, saindo da BR 116 em São Paulo até chegar a 101 em Santa Catarina. A intenção do Governo do Paraná é aproveitar rodovias estaduais, como as PR 340 e PR 508, e trechos da BR 277, formando um grande corredor viário, que passaria por trás da baía de Guaratuba, cruzando também Matinhos, Paranaguá e Antonina.

A previsão é que até outubro deste ano o Estado tenha concluído o estudo e possa dar ao governo federal o melhor traçado da rodovia, permitindo assim a elaboração do projeto executivo e também a licitação da obra. O valor total da rodovia será estabelecido neste estudo.

A construção da BR 101 no Paraná facilitaria o transporte de mercadorias em direção aos portos paranaenses, inclusive vindo dos estados vizinhos, como São Paulo e Santa Catarina. Outra vantagem é trazer mais segurança para mais de um milhão de pessoas que passam as férias no litoral paranaense.

Com a obra, vai se reduzir as filas no ferryboat, que na época do verão fica congestionado. Somente na virada deste ano, as embarcações transportaram mais de 60 mil veículos. Em cinco dias passaram um terço de todo o movimento previsto para o mês de janeiro que é de 180 mil veículos.

O Portal mais Pinhais foi criado em 2009 com o intuído de informar, mas fugindo da imprensa tradicional local, que visa muito as notícias negativas. O Mais Pinhais tem como “lei” não vincular nada de negativo.

%d blogueiros gostam disto: